Atendidos da Fundhas são empossados na Câmara

Jovens são representantes da Unidade Profissionalizante Eugênio de Melo e Centro de Desenvolvimento Artístico – Foto: Adenir Britto/PMSJC

Ariane Caldas
Fundhas

A vontade de fazer a diferença motivou Ana Lívia da Silva Costa (12) e Gabriel Souza do Prado (15) a participarem do Programa Vereador Mirim. 

Alunos da Rede Municipal de Ensino e atendidos pela Fundhas (Fundação Hélio Augusto de Souza), os estudantes tiveram seus projetos aprovados e foram empossados, nesta quarta-feira (10), como Vereadores Mirins. Ao todo foram selecionados 21 representantes para atuarem no biênio de 2021/2022. 

Foto: Adenir Britto/PMSJC

Voltado à saúde mental, o projeto de Lei de Ana Lívia tem como objetivo ajudar as pessoas com depressão, ansiedade e transtorno alimentar a lidarem melhor com os sentimentos. De acordo com ela, muitas crianças e adolescentes não conseguem falar sobre o assunto. “Às vezes os problemas começam dentro de casa e é difícil conseguir desabafar com alguém”, conta. 

Atendida pela Fundhas desde 2020, a ideia do projeto surgiu devido ao acompanhamento de psicologia que recebe na instituição, e ela avalia os atendimentos de forma positiva. “Tem me ajudado bastante a me expressar melhor”, afirma. 

Contente com a posse, Ana acrescenta que o projeto é uma forma de retribuir a todos e fazer o bem. “O meu conselho é fazer com os outros o que gostaria que fizesse com você”, finaliza. 

Mudança de vida  

Na área do esporte, quem se destacou foi Gabriel Souza do Prado. Aos 15 anos e morador do Pousada do Vale (região leste), o jovem pretende estimular a prática de esporte e hábitos saudáveis no bairro. 

O projeto foi desenvolvido com base nas conversas com os amigos e moradores, e também nos gostos pessoais. Gabriel é apaixonado por futebol e explica que o esporte transformou a vida dele. “Eu era muito bagunceiro, não ligava pra nada e com o futebol fiquei mais responsável”, conta. 

Foto: Adenir Britto/PMSJC

O jovem destaca também a importância da Fundhas neste processo de descobertas. “Entrei aqui com sete anos, aprendo diariamente coisas novas e vejo que mudei bastante.” 

Para o mandato, Gabriel está confiante e diz que os projetos podem ser uma saída para outras pessoas mudarem de vida também.