Atividades ambientais animam adolescentes da Fundhas

Atividades ambientais na Fundhas

Rosi Masiero
Fundhas

Uma exposição com animais da Mata Atlântica feita de papel e garrafa pet, oficinas diversas e jogo baseado no livro Sonhos de Francisco, marcam o final das atividades durante o mês do Meio Ambiente na Fundhas (Fundação Hélio Augusto de Souza), na Unidade Campos de São José.

O evento termina nesta quarta-feira (30), está animando crianças e adolescentes da Fundação. A elaboração da exposição contou com a participação dos atendidos da unidade que realizaram os trabalhos durante todo o mês.

A aluna Núbia Talita de 14 anos, contou que foram escolhidos alguns animais para a confecção dos moldes em papel e garrafa pet. “Ver os animais prontos é incrível, satisfação do resultado do nosso trabalho”, disse.

Amanda Beatriz, de 15 anos, foi outra participante da oficina de confecção dos animais que afirma ter gostado da experiência. “Foi superdivertido fazer, cortar os papeis, colar e pintar. Todo mundo participou e o resultado está bem bonito”, ressaltou.

A iniciativa nasceu durante a aula de Criação e Literatura, feita em parceria com a Fundação Cultural Cassiano Ricardo, ministrada pelo educador e autor do livro, Marcelo Fernandes. A história conta sobre Francisco que sai de Minas com amigos com destino ao Vale do Paraíba e os animais que encontram no caminho.

Além da exposição, estão sendo feitas oficinas na unidade. A Patrulha Ambiental, por exemplo, está ensinando a fazer Nós de Sobrevivência no mato, telhado de folha de bananeira e um tripé para cozinhar.

Elizama Thauane, de 14 anos, membro da Patrulha Ambiental disse que gosta de ensinar os colegas a fazer Nós. “É bacana e engraçado, pois as vezes eles ficam confusos de como fazer a atividade”. Tem ainda oficina de dedo de tucanos, de móbile de araras, sensorial com galhos e folhas secas e de asas de mão, 

Meio Ambiente

Durante todo o mês de junho, os atendidos da Fundhas participaram de várias atividades em defesa da natureza. Todas as unidades participaram do projeto especial “Girasonhos: Semeando Atitudes”. O objetivo foi o desenvolvimento de ações para conscientização e proteção ao Meio Ambiente.

Para isso, mais de 800 atendidos da Fundhas, distribuídos em diferentes períodos e datas, participaram de ação no Centro de Estudos Ambientais, na sede, onde foram recebidos na padaria escola e saborearam um bolo feito de casa de banana, para mostrar o reaproveitamento de alimentos.

Ainda realizaram um tour ambiental no Centro Ambiental e receberam informações sobre árvores de várias espécies. Também plantaram sementes de girassóis na unidade sede e levaram sementes plantadas para acompanhar o crescimento em casa.

Outra ação que ocorreu durante o mês, foi o plantio de cerca de 300 árvores nativas como jambo, maracujá, ingá, pitanga, palmito, limão, fruta do conde e entre outras, da Mata Atlântica em todas as unidades.

Todas as atividades foram feitas respeitando os protocolos de distanciamento, higienização e uso de máscaras.