Fundhas realiza mês de atividades dedicadas ao Meio Ambiente

Crianças visitam Centro de Estudos Ambientais

Ariane Caldas
Fundhas

Cercadas de muito verde e conhecimento, as crianças da Fundação Hélio Augusto de Souza iniciaram a semana com atividades em comemoração ao dia do Mundial do Meio Ambiente. 

A programação especial “Girasonhos: Semeando Atitudes” tem como objetivo principal o desenvolvimento de ações para conscientização e proteção ao Meio Ambiente. As atividades serão realizadas diariamente até o dia 29. 

A instituição prevê, ao longo do mês de junho, a participação de mais de 800 crianças e adolescentes, distribuídas em diferentes períodos e datas, respeitando os protocolos de distanciamento, higienização e uso de máscaras. 

Circuito Ambiental

Os atendidos serão apresentados a mudas nativas e árvores frutíferas no Circuito Ambiental. Com duração de 90 minutos, as atividades partem do Centro de Estudos Ambientais e terminam na padaria da instituição, com degustação de bolo confeccionado com cascas de banana.

O circuito oferece aos alunos informações sobre cultivo, preservação e cuidados com os animais. Ana Júlia Lima Ferraz, de 10 anos, ficou encantada com a proposta. “Aqui tem galinha, tem peixe, tem muitos animais e precisamos cuidar para não fazer mal a eles”, afirmou. 

Para continuar as atividades, cada aluno vai ganhar um copinho com terra e sementes de girassol com orientação para o cultivo em casa. A Fundação prevê também a plantação de cerca de 300 mudas de árvores de espécies frutíferas e da Serra do Mar, produzidas no viveiro de plantas do Centro de Educação Ambiental. 

As árvores de jambo, maracujá, ingá, pitanga, palmito, limão, fruta do conde e entre outras, serão plantadas em dez unidades. 

Centro de Estudos Ambientais

O Centro de Estudos Ambientes localizado na sede da Fundhas, no Parque Industrial (região sul) possui hoje mais de 2 mil espécies de plantas. As atividades de recuperação e preservação da mata ciliar começaram em 1996, com a participação dos atendidos e professores da Fundhas. 

O espaço possui também um viveiro que serve de berçário de mudas variadas para a recuperação dos vasos e floreiras de todas as unidades. No local também são realizadas atividades de educação ambiental com os atendidos para conscientização da importância de preservar o meio ambiente.