Home > Novidades

Ex-aluno e chef de cozinha na França visita Fundhas


“Gratidão é o que tenho a dizer. Voltar aqui é muito emocionante e significativo para mim. Sou agradecido pelo o que vivi antes, por este momento, e por tudo que a Fundhas fez na minha vida. Tive acesso à educação, a bons professores e apoio, sem isso não sei como estaria hoje.” O depoimento de Kadu Giacomini, ex-aluno da Fundhas (Fundação Hélio Augusto de Souza) e chef de cozinha pela renomada escola francesa Le Courdon Bleu, foi compartilhado com alunos e educadores na tarde desta segunda-feira (30).

Cercado por 50 adolescentes de cursos da área de Alimentação atendidos pela Instituição, além de educadores e profissionais do projeto Prata da Casa, Kadu apresentou uma aula demonstrativa na Padaria Escola, que fica na Fundhas do Parque Industrial.

No menu, uma sobremesa francesa, o famoso petit gateau, recheado de muitos aprendizados e sentimentos. A tarde começou com a exibição de um vídeo contando parte da história de Kadu e sua trajetória, que passou pela formação em Odontologia na capital, uma temporada de estudos no exterior e chegou ao sonho de trabalhar com alta gastronomia.

Em visita ao Brasil, o profissional aproveitou para compartilhar experiências na Instituição onde passou quase uma década. 

Emoção e reconhecimento

A entrada do chef foi uma surpresa para o público reunido. O ex-aluno relembrou momentos de sua trajetória na Fundhas e, acompanhado dos pais, de dois irmãos, da cunhada e da sobrinha, reforçou para os presentes sobre o valor da família.

“Nada se consegue na vida sem o apoio da família. Espero que vocês possam cozinhar esse e outros pratos para as pessoas que amam e para suas famílias”, disse ao término da aula.

Pâmela Jennifer Rodrigues, 16 anos, é aluna do curso de padeiro da Unidade Parque Industrial e estava animada durante o evento. “A experiência aqui hoje foi muito boa, a gente consegue aprender mais com aulas diferentes. Ouvir a história dele me dá motivação para nunca desistir dos meus sonhos, e a Fundhas também me ajuda nisso”, afirmou.

A jovem Isabelly Beatriz da Silva Monteiro, 16 anos, que também é do curso de padaria, ajudou o chef de cozinha durante o preparo do petit gateau e saiu satisfeita. “Quando anunciaram a entrada dele, eu achei emocionante demais. Os professores e funcionários da Fundhas se preocupam conosco e nos apoiam, isto é muito importante. O dia de hoje vai ficar gravado no meu coração”, disse.

Na plateia, a mãe do chef era só sorrisos. A pernambucana Cícera Maria Ferreira Toledo vive em São José dos Campos há 35 anos. Foi na cidade que ela criou os quatro filhos, todos ex-alunos da Fundhas.

“Voltar aqui depois de tantos anos é maravilhoso, eu vinha nas reuniões de pais e hoje vir para ouví-lo é emocionante, estou muito feliz. A Fundhas representa muito para a minha família, agradeço a Deus pela força de vontade dos meus filhos e pela Fundhas. Sinto orgulho por eles terem passado por aqui”, afirmou.

Trajetória de sucesso

Assim com a Instituição, Carlos Eduardo da Costa, o Kadu, tem 32 anos de história. O joseense foi criado em um bairro da área rural da cidade e, após infância e adolescência marcadas por desafios e superação, conheceu o mundo. Na Fundhas, Kadu foi atendido entre os anos de 1994 e 2003. Desde pequeno gostava de programa culinários e cozinhava para a família.

Cursou Odontologia, na Unip em São Paulo, foi fundador do projeto solidário Passo, que oferecia acesso à saúde odontológica para famílias vulneráveis em São José e concluiu os estudos em Buenos Aires, na Argentina. Foi convidado para desfilar na semana de moda de Los Angeles e, em seguida, começou a carreira como modelo internacional.

Ao buscar conhecimento em dietas lowcarb e cetogênica, adotou um estilo de vida saudável e tornou-se referência nas redes sociais. Mas, voltou à sua paixão, a gastronomia, onde recebeu conhecimento técnico na renomada escola de gastronomia Le Courdon Bleu, em Paris (França). 

Kadu Giacomini já viajou para 19 países, possui formação em culinária francesa, mas mantém dentro de si a culinária raiz de sua cidade natal. É muito grato à cidade de São José e volta às origens para retribuir tudo que recebeu em sua infância e trocar conhecimentos.

Fazendo a Diferença

O projeto Prata da Casa teve início no primeiro semestre deste ano e tem por missão reconhecer ex-alunos da Instituição que se destacam na vida profissional. Destes, 26 são funcionários da Fundhas, eles receberam uma homenagem em fevereiro, durante evento de lançamento do Prata da Casa, na sede (Parque Industrial). Os profissionais realizam visitas em unidades da Fundação durante o ano trocando experiências de vida com alunos. 

Mantida pela Prefeitura de São José dos Campos, ao longo dos 32 anos de existência, a Fundhas contribuiu com a formação de mais de 30 mil crianças e jovens do município, que viram em seus projetos a possibilidade de realizar sonhos e de crescimento profissional.

Fique por dentro das ações que a Fundação realiza em São José pelo Facebook, na página Fundhas SJC, e pelo Instagram.