Iniciativas da Fundhas contribuem para emancipação social

“Vou guardar boas lembranças dessa experiência e as conchinhas que peguei na praia”.  A fala singela de Adelita Celeste Souza Rodrigues, 13 anos, da Fundhas (Fundação Hélio Augusto de Souza) do Alto da Ponte, região norte de São José dos Campos, exemplifica a importância das ações diferenciadas da Instituição voltadas à emancipação social de seus atendidos.

Nesta quinta-feira (29), 19 alunos fizeram um passeio especial ao litoral norte. O dia ensolarado na Prainha, em Caraguatatuba, foi um reconhecimento pela participação de destaque durante o primeiro semestre deste ano.

As amigas Adelita, Júlia, 10 anos, e Giuliane, 14 anos, aprovaram a experiência da primeira vez que viram o mar, que ficou marcada na memória.

Para a sorridente Júlia, “foi muito legal, divertido, muito gostoso, aproveitamos bastante”, disse.

Já Adelita destaca que, “a areia gruda no corpo, mas, foi muito legal, principalmente pelas companhias que estavam lá”.

Disciplina, comportamento e assiduidade foram alguns dos critérios que o grupo atingiu no primeiro semestre deste ano. Adolescentes que frequentaram a unidade e agora foram transferidos para a fase da empregabilidade também puderam participar do passeio.

“Mesmo com a mudança de unidade nós fomos lembrados, eu gostei de ver que os amigos não se esqueceram de mim”, disse Mariana Aparecida Silva, 15 anos.

Com passeios, atividades e visitas culturais, a Fundhas favorece o desenvolvimento social, afetivo, cognitivo de seus atendidos de forma saudável visando a emancipação social.

Para a professora do eixo de Comunicação e Uso de Mídias, Joseli de Fátima Ribeiro Marques, incentivar a melhoria diária e a participação dos atendidos e poder comemorar com os que se destacam é como um presente. 
“Tivemos um dia delicioso. Eles se divertiram na água e na areia, contamos com um grupo de profissionais comprometidos, todos atenciosos e preocupados com o bem estar dos alunos. Momentos assim fortalecem os vínculos de carinho, amizade e respeito”, afirmou.

Emancipação social

A Fundhas atende crianças, adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social e é o maior projeto social do município. Entre as ações estão projetos voltados à música, dança, teatro, artes, sustentabilidade e meio ambiente, comunicação, reforço escolar, entre outros.

Sonhos realizados

Mantida pela Prefeitura de São José dos Campos, ao longo dos 32 anos de existência, a Fundhas contribuiu com a formação de mais de 30 mil crianças e jovens do município, que viram em seus projetos a possibilidade de realizar sonhos e de crescimento profissional.

O Cephas é um Centro Educacional da Fundhas que tem como finalidade oferecer educação profissional através de cursos de formação inicial e continuada, programa de aprendizagem profissional e de cursos técnicos de nível médio.