Fundhas ensina sobre empatia com ferramentas tecnológicas

Colocar-se no lugar do outro para compreender as diferenças e respeitar. A lição tem sido vivenciada em aulas de Comunicação e Uso de Mídias da Fundhas (Fundação Hélio Augusto de Souza) do Putim, na região sudeste, de modo diferente.

Além de debater o tema e pesquisar na internet, os jovens usam aplicativos, smartphones e óculos de realidade virtual. As unidades da Instituição receberam ferramentas digitais para propostas de sala diferenciada interativa que permitem o desenvolvimento de leitura, escrita e raciocínio lógico.

“Atualmente, os alunos já estão conectados com a tecnologia, faz parte da rotina deles. É importante usarmos essas ferramentas com equilíbrio e reforçar a importância do contato humano, de se colocar no lugar do outro”, afirma Eloísa Helena Martins, professora de Comunicação e Uso de Mìdias.

Nas aulas do eixo de Comunicação do mês de agosto e início de setembro, a professora orienta os adolescentes a pesquisarem sobre a história de paratletas da região do Vale do Paraíba como exemplos de dedicação e superação.

Em seguida, a turma experimenta aplicativos de exercícios físicos e esportes de forma divertida e compartilha as dificuldades e os avanços. 

“Usar os óculos de realidade virtual é muito ‘da hora’, a gente se diverte e aprende”, diz Thiago Almeida Rocha, 13 anos.

“Para gente isso tudo é novidade, podemos aprender pelo aplicativo, com os óculos. Gosto muito da Fundhas, desde a comida até as aulas e as novidades da tecnologia”, afirma Marcela Camily Santana, 13 anos.

Ampliando horizontes

Os óculos de realidade virtual irão ampliar os ambientes de aprendizagem, mostrando cenários de museus, pontos turísticos no Brasil e no mundo, além de descobertas voltadas às ciências e biologia.

Um grupo de educadores, professores e técnicos da Instituição participa desde o início deste ano de formações e capacitações voltadas à inovação, com oficinas ‘maker’ de robótica sustentável e ferramentas de Gestão do mundo corporativo, em consonância com a política de missão, visão e valores da Fundhas.

Novas formas de ensinar

Em meio ao avanço das tecnologias, com as mudanças na forma de pensar, executar e viver, é necessária uma nova forma de ensinar. A Instituição busca oferecer aulas mais atrativas às crianças e aos adolescentes com foco no desenvolvimento de competências do século 21, como pensamento crítico e resolução de problemas, trabalho em equipe, criatividade, empreendedorismo, liderança, entre outras.

Os saberes relacionados a estas áreas de conhecimento contribuem para a formação integral e emancipação social das crianças e dos adolescentes, por meio do atendimento inovador e das soluções tecnológicas.

Fazendo a DiferençaAo longo dos 32 anos de existência, a Fundhas contribuiu com a formação de mais de 30 mil crianças e jovens no município, que viram em seus projetos a possibilidade de realizar sonhos e de crescimento profissional.

Com atuação no contraturno escolar, a Fundhas é mantida pela Prefeitura de São José dos Campos e oferece projetos voltados aos esportes, música, dança, teatro, artes e um cuidado especial no reforço escolar. Todos os atendidos recebem gratuitamente alimentação, uniforme e transporte.

O Cephas é um Centro Educacional da Fundhas que tem como finalidade oferecer educação profissional através de cursos de formação inicial e continuada, programa de aprendizagem profissional e de cursos técnicos de nível médio. 

Fique por dentro das ações que a Fundação realiza em São José pelo Facebook, na página Fundhas SJC.