Fundhas realiza plantio inicial no restauro do jardim Olivo Gomes

Um presente para a cidade. Esta é a ideia do plantio realizado por alunos da Fundhas (Fundação Hélio Augusto de Souza) no jardim Olivo Gomes, no Parque da Cidade, nesta quinta-feira (25).

O plantio de espécies nativas no entorno do espelho d’água é o marco inicial do projeto de restauro paisagístico e acontece esta semana em comemoração ao aniversário de 252 anos de São José dos Campos. Foram plantadas mudas de ninfeias coloridas, capim-dos-pampas e uma vitória-régia.

As ações visam resgatar o projeto original de Roberto Burle Marx, paisagista cujo nome batiza o parque. Equipes da Secretaria de Urbanismo e Sustentabilidade, Manutenção da Cidade e Urbam (Urbanizadora Municipal) também participam dos trabalhos de restauro.

Aprendendo na prática

O grupo da Fundhas é formado por 12 alunos da Unidade Jorge Alegre, educadores e equipe técnica do eixo de Meio Ambiente e Sustentabilidade. Bruno Washington Neres dos Santos, 13 anos, era um dos mais animados durante a aula ao ar livre.

“Chamou a atenção aprender sobre a vitória-régia, uma planta aquática, da Amazônia, que tem seu próprio mecanismo de defesa, os espinhos embaixo da folha. Retomar o projeto do Burle Marx e reviver o que ele fez é muito bom”, afirmou.

“Gosto de viver aqui. São José dos Campos tem vários pontos turísticos e a Fundhas, que é importante para ajudar muita gente na cidade”, disse.

Segundo o técnico agrícola, Celso Lopes, a experiência prática reforça os ensinamentos da sala de aula.

“Estar aqui com eles é uma grande realização dos trabalhos de Educação Ambiental da Instituição. Os alunos veem a importância de valorizar e cuidar do que é público, e se sentem importantes por poder participar deste momento”, disse.

O Parque da Cidade é um dos lugares preferidos de Emily Raíssa de Souza Ramos, 12 anos, em São José.

“O mais legal é conhecer o projeto original e trabalhar em grupo. É como um presente para São José porque estamos cuidando do espaço público, muitas pessoas passam por aqui. Adoro vir ao parque e ficar no meio da natureza”, disse.

O projeto

O projeto de restauro em grupo continua nas próximas semanas e trabalha valores como responsabilidade, liderança e respeito, assim como a conscientização sobre os cuidados com a natureza e o patrimônio público.

A produção de um livro sobre a importância da obra de Burle Marx, com dicas e orientações sobre o cuidado da área, também consta no projeto. Uma versão digital do livro deverá ficar disponível para o público.