Adolescentes da Fundhas aprendem em oficinas da Univap

Paula Pessoa
Fundhas

Aprendizado prático e experiente na universidade. Partindo destes objetivos, grupos de alunos de quatro Unidades Profissionalizantes da Fundhas (Fundação Hélio Augusto de Souza) tiveram uma aula diferente nesta sexta-feira (12) em oficinas na Univap (Universidade do Vale do Paraíba).

Acompanhados por educadores e recepcionados por professores e universitários, cerca de 50 adolescentes passaram a tarde aprendendo nos laboratórios de fotografia, rádio e tv, gastronomia e em uma sala de criação de gifs para internet.

Os alunos conheceram os espaços da Faculdade de Ciências da Universidade Aplicada e Comunicação, onde ouviram sobre conceitos básicos de alguns cursos, tiraram dúvidas e participaram de atividades práticas. 

Experiência marcante

“Foi muito legal, não sabia que o curso de Gastronomia envolve tanta coisa, essa oficina me motiva a seguir na área”, contou Pedro Vinícius da Silva, 16 anos, da Unidade Dom Bosco, no Campo dos Alemães.

O jovem, que ama cozinhar, conta que as aulas da instituição agradam ao ensinar jeitos novos de fazer pizzas e salgados. “A Fundas me impulsiona a pular mais alto, me sinto confiante”, destaca.

Gabrielle Risia Alves dos Santos, 16 anos, da Unidade Parque Industrial, é apaixonada por música gospel e sonha em ser cantora. Para ela, as aulas de Comunicação na Fundação dão base para uma carreira futura.

“Achei incrível aqui, nunca fiquei na frente de câmeras. A Fundhas muda minha vida ao me ensinar habilidades de comunicação, a ter postura e me preparar para o futuro. Para ser cantora, sei que preciso me comunicar bem ”, disse a jovem após dinâmica no laboratório de tv da Universidade. 

As oficinas buscam apresentar aos alunos novos campos de saber, como salas, laboratórios e espaços da universidade, para incentivá-los nos cursos profissionais que fazem e nos estudos. Os jovens participam dos cursos de fotografia, salgadeiro, pizzaiolo e comunicação nas Unidades Profissionais da Fundação.

“A fotografia eterniza momentos importantes, aprendi isto hoje aqui. Essa visita tem tudo a ver com o curso que faço na Fundhas e abre a nossa mente para novidades”, comentou Tifane Vitoria Ferreira dos Santos, da Unidade Alberto Rohde, na região norte. 

A educadora social de Comunicação, Bruna Ferreira, destaca que a visita foi positiva para motivar os alunos a buscarem seus sonhos e manterem foco nos estudos. “Levar os jovens para conhecer e ter contato com um espaço bem estruturado reforça o trabalho que realizamos na Unidade, mostra que na Comunicação há muitas possibilidades de profissão”, disse. 

A Fundhas

Ao longo dos 32 anos de existência, a Fundação mantida pela Prefeitura de São José dos Campos contribuiu com a formação de mais de 30 mil crianças e jovens, que tiveram a possibilidade de realizar sonhos e de crescimento profissional.

Atualmente, são atendidos 3.500 crianças e adolescentes, de 6 a 18 anos, em atividades de lazer nas 14 unidades da Fundhas. 

A Deca (Divisão Especializada em Criança e Adolescente) é responsável por 10 unidades, atendendo dos 6 aos 14 anos. Enquanto a DE (Divisão de Empregabilidade), com quatro unidades, é administrada pelo Cephas (Centro de Educação Profissional Hélio Augusto de Souza) e oferece cursos de qualificação profissional.

Com atuação no contraturno escolar, a Fundhas oferece atividades diferenciadas para crianças e adolescentes pautadas nos quatro pilares da Educação da Unesco (Aprender a Ser, Aprender a Conviver, Aprender a Conhecer e Aprender a Fazer) distribuídos em campos de aprendizagem e áreas de conhecimento.