Atendidas da Fundhas são premiadas em concurso da Paz

A iniciativa faz parte da Organização Lions Clube – Foto: Divulgação

Ariane Caldas
Fundhas

Três atendidas da Fundhas (Fundação Hélio Augusto de Souza) foram premiadas no concurso da Paz, realizado na última quarta-feira (18) pela organização Lions Clube Augustin Soliva. 

O concurso, de âmbito mundial, tem como objetivo introduzir e difundir a Cultura da Paz no ambiente escolar por meio de ilustrações e textos. A temática escolhida para 2021 foi “Estamos Conectados”, e os trabalhos apresentados abordaram questões como inclusão social e violência. 

A Fundhas participou com o envio de mais de 120 cartazes e 16 textos. As jovens se destacaram e conquistaram as primeiras posições nas duas modalidades. 

Os ganhadores foram escolhidos por júri técnico composto por artistas da Fundação Cultural Cassiano Ricardo e também votação popular. 

Trabalhos

Na redação da Paz, o primeiro lugar foi para Luísa Tayna Pinheiro Ferreira da Silva, que em “O Mundo e suas Conexões” descreveu sobre o uso da internet e das redes sociais como ferramenta para conectar as pessoas. “Só é possível ter paz com empatia e tolerância, mas às vezes a internet não proporciona isso”, conta.  

Luísa ainda destacou a ligação do projeto com a Fundhas. “Aqui eu encontrei uma paz muito grande, por meio do acolhimento e fiquei muito feliz com o resultado”, afirma. 

Raissa da Silva Souza, atendida pelo Centro de Inovação Parque Industrial, conquistou o segundo lugar. A jovem de 16 anos, conta que a inspiração surgiu a partir das vivências do bairro onde mora. “Eu peguei a maneira como as pessoas se relacionam nas ruas, falei sobre violência e a influência dos pais sobre os filhos.” 

A sensibilidade no desenho de Maria Aparecida Abreu de Oliveira, garantiu a ela o segundo lugar na premiação do Cartaz da Paz. A menina transmitiu a conexão entre o ser humano e a natureza para ilustrar o tema. “Eu tive a ideia de usar o verde para mostrar todos conectados, no começo pensei que seria algo pequeno, de criança, não pensei que poderia ganhar”, disse.

O concurso continua, a partir de agora os trabalhos serão enviados para disputa estadual, podendo chegar à premiação internacional que acontece na sede da ONU (Organização das Nações Unidas) em Nova Iorque, nos Estados Unidos. 

Lions Quest 

Desenvolvido na Fundhas desde 2015, por meio do eixo de Promoção à Saúde e Cidadania, o projeto Lions Quest trabalha o desenvolvimento de habilidades socioemocionais, autoconhecimento e convivência com foco no crescimento saudável e seguro de cada indivíduo.