Home > Novidades

Fundhas distribui máscaras e orienta combate ao coronavírus


Paula Pessoa
Fundhas

Durante o período de isolamento social, diversos profissionais da Fundhas (Fundação Hélio Augusto de Souza) continuam na ativa no setor administrativo e preparando para o retorno às atividades nas Unidades de atendimento de crianças e adolescentes e no Cephas (Centro de Educação Profissional Hélio Augusto de Souza), ainda sem data para ocorrer. 

Nas duas últimas semanas, mais de 500 máscaras foram distribuídas nos setores da Instituição. Dentre as medidas de prevenção previstas no plano de contingência da Fundhas, há orientações sobre o combate ao novo coronavírus e distribuição de máscaras de tecido e descartáveis nas Unidades.  

Ações concretas

As ações estão sendo repassadas pelos profissionais da segurança de trabalho da Fundação, que explicam nos setores os pontos do plano de contingência, a necessidade do uso de máscara, assim como instruções de uso e lavagem do acessório. Os espaços comuns da Fundhas e do Cephas receberam dispensers de álcool em gel. 

Os cuidados básicos para evitar o coronavírus, como a importância de lavar corretamente as mãos e usar álcool em gel, também foram reforçados pela equipe. Com o isolamento social e a paralisação das atividades, a Fundhas adotou a sanitização, dentro dos parâmetros estabelecidos, nos ambientes de trabalho. O serviço vem sendo realizado semanalmente visando reduzir microrganismos críticos para a saúde pública.  

Máscara de proteção e cuidados

O setor de costura, responsável pela confecção de uniformes das crianças e jovens que frequentam as unidades, está produzindo máscaras. Por dia são fabricadas cerca de 40 itens. 

A produção desse novo acessório está sendo feito com retalhos de tecidos já existentes na Instituição. Todos os setores receberam instruções do Departamento de Recursos Humanos, além de um kit com máscaras.

A obrigatoriedade do uso de máscara na cidade foi regulamentado pela Prefeitura, conforme disposto no Decreto Estadual 64.959, publicado na última segunda-feira (4), que estabelece as punições em caso de descumprimento.

A Fundhas reforça que só o uso exclusivo de máscara não impede a infecção, podendo até dar uma falsa sensação de segurança, com negligência de outras formas de proteção. O seu uso não substitui em hipótese alguma todas as outras medidas, como a higienização frequente das mãos, isolamento social e o não compartilhamento de objetos de uso pessoal.

A Instituição municipal orienta ainda todos a buscarem informações no site e redes oficiais da Prefeitura e nos veículos de imprensa, agir com tranquilidade e evitar compartilhar fake news. Fique por dentro das ações de combate ao coronavírus em São José dos Campos aqui.