Valdnei Domingos é Gente que Brilha na Prefeitura de São José


 
O sonho do garoto Valdnei Gonçalves Domingos era ter uma bicicleta. Mas ele não tinha condições financeiras para realizar este sonho. Criado pelos tios, viu a possibilidade de comprar a tão sonhada “magrela” quando entrou o  Cosemt – Centro de Orientação Socioeducativa ao Menor Trabalhador. 

Ele tinha  15 anos de idade e foi fazer o serviço de varrição de rua e pela realização do trabalho recebia um salário mínimo mensal que usava para ajudar a sustentar a família.

“Fiquei nove meses nesse trabalho, depois fui para mensageiro menor que hoje é o conhecido Office-boy”. Ajudava minha família e todo mês guardava um pouquinho e depois de um ano de economia realizei meu sonho e comprei minha bicicleta”, relembra orgulhoso. 

Além de realizar o seu sonho de criança Valdnei conta que sofria de gagueira e com a persistência e dedicação dos educadores conseguiu superar mais essa dificuldade.

Com a mudança da legislação no País, com a implantação do ECA - Estatuto da Criança e Adolescente, o Cosemt, se transforma em Fundação Hélio Augusto de Souza. Na transição Valdnei  terminou os cursos e ficou por mais um ano como auxiliar administrativo. 

Ele  conta que estar na Fundhas foi a grande chance de sua vida e que toda a base de conhecimento que aprendeu na Instituição aplicou quando teve a oportunidade de  participar de um concurso público para a Prefeitura de São José dos Campos, onde trabalha atualmente como supervisor de manutenção.

Ele acredita que os atuais estudantes da Fundhas são mais privilegiados porque além de receberem benefícios como alimentação, uniforme e passe escolar, os alunos podem fazer cursos direcionado às suas habilidades. “Eu acredito que se eles  aproveitarem bem, sairão com muita bagagem para a vida profissional”, diz.

“O que mais me marcou foram os valores aprendidos na Fundhas. Nós éramos crianças e nos foi ensinado a importância de ter responsabilidade, assiduidade, higiene pessoal e disciplina, além da descoberta da confiança em nós mesmos”, finaliza. 





Fonte: Não Informou
 
[Voltar]   [Índice de Notícias]