Raiane Mota é Gente que Brilha no setor aeronáutico


Raiane Valéria Silva Mota, 21, trabalha na Digex, uma empresa do ramo aeronáutico como assistente de registro na manutenção de aeronaves, uma área que demanda muita responsabilidade. Para  ampliar as oportunidades  está fazendo faculdade de logística. Durante o período em que esteve na Fundhas fez o curso de auxiliar administrativo e, no Cephas (Centro de Educação Profissional Hélio Augusto de Souza), cursou o técnico em Administração de empresas.



Ela conta que após perder o pai, a vida da família passou por um período de grande conturbação pois a mãe que já trabalhava teve de redobrar os esforços para dar conta de cuidar dos três filhos. Para não deixá-los sozinhos e desprotegidos, a mãe procurou a Fundhas (Fundação Hélio Augusto de Souza), onde Raiane permaneceu por dez anos. 


 “Minha mãe lutou muito para que os filhos entrassem na Fundhas e conseguiu vaga para mim e para o meu irmão. Minha irmã tinha passado da idade de entrar”, conta


Hoje, na empresa em que trabalha ela tem sob sua responsabilidade uma jovem aprendiz da Fundação e aproveita para, além de  ensiná-la,  incentiva a estudar e aproveitar as oportunidades, pois acredita que através da educação é possível mudar a realidade.

 Além do aprendizado, Raiane enaltece o papel dos educadores que a apoiaram e não a deixaram desistir em tempos difíceis.

 Quando era adolescente da Fundhas, Raiane confessa que muitas vezes sentiu “vergonha de vestir a camisa” da Instituição. “Era muito nova, entrei com oito anos e sai com 18 e quando pegava ônibus achava que todo mundo ficava olhando de forma preconceituosa, bobagem, né? Hoje sinto um grande orgulho de ter feito parte dessa Fundação que nos torna pessoas confiantes e responsáveis”, diz. 





Fonte: Não Informou
 
[Voltar]   [Índice de Notícias]