Antônio Leandro é Gente que Brilha no Serviço Social


Antônio Leandro Santos Nascimento, 33,  entrou na Fundhas (Fundação Hélio Augusto de Souza), aos 17 anos, fez o curso de auxiliar administrativo, em seguida fez o curso de informática no Cephas (Centro de Educação Profissional Hélio Augusto de Souza) e logo foi encaminhado para fazer o estágio na Vara da Infância e Juventude o que acabou motivando o jovem a seguir uma carreira ligada à área social. 

Ele conta que com a separação dos pais acreditou que a entrada na Fundhas apenas ajudaria na manutenção da casa. “Era minha mãe, meus três irmãos e eu”. Muito quieto, ele recebeu ajuda de assistentes sociais. “Elas conversavam comigo, eram carinhosas e me ajudaram a me socializar e descobri que era muito mais do que eu pensava”, relembra.
 
Embora quisesse fazer faculdade de Administração, mudou o foco quando sentiu que queria fazer algo que muito mais que dinheiro lhe desse “satisfação pessoal e social” e escolheu o curso de Serviço Social.
 
Após o curso Leandro prestou concurso na área e atualmente trabalha trabalha no CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social), na região central da cidade de São José dos Campos. A demanda que atende são os casos de  violência doméstica, com foco na proteção de pessoas em estado de vulnerabilidade.
 
Para Leandro, a Fundhas foi e ainda é acolhedora tanto com os adolescentes quanto com as famílias. “Há um olhar diferente, pode soar piegas, mas é mágico. Ela ampara, cuida e encaminha sem perder a visão de incentivar no crescimento pessoal e profissional. O que se aprende na Fundhas, a gente leva pra vida”, diz.




Fonte: Não Informou
 
[Voltar]   [Índice de Notícias]