Publicação da Fundhas terá cadastro no ISBN




A Fundhas (Fundação Hélio Augusto de Souza) foi cadastrada no ISBN – International Standard Book Number, um sistema internacional padronizado que identifica numericamente livros e publicações não periódicas.

 

Com isso, o Caderno de Formação Socioeducativa da Fundhas 2014/2015, lançado internamente na Instituição em julho de 2016, passou a ter um número de identificação atribuído pela Fundação Biblioteca Nacional e tornou-se uma publicação oficialmente editada no país, conforme obrigatoriedade prevista na Lei do Livro 10.753.

 

Para a Chefe da Divisão de Planejamento e Supervisão Técnica (DPST) da Fundhas, o registro do Caderno de Formação no ISBN é uma conquista Institucional importante e fundamental.

 

“Essa conquista registra o caminho planejado e percorrido no processo de formação continuada dos profissionais da Fundhas e compartilha teorias, experiências e saberes em relação às práticas socioeducativas na Instituição. Caminhos estes que hoje podem ser consultados por meio da biblioteca nacional, como uma produção de autoria Institucional”, disse.

 

Uma vez fixada a identificação, ela se aplica somente àquela obra e edição, não se repetindo em outras publicações. O registro facilita ainda, a interconexão de arquivos e a recuperação e transmissão de dados em sistemas automatizados, razão pela qual é adotado internacionalmente, simplificando a busca e a atualização bibliográfica, bem como contribuindo para a integração cultural entre os povos.

 

O Caderno de Formação é resultado de um processo de formação continuada, realizado com os profissionais da Fundhas nos anos de 2014 e 2015. O objetivo da publicação foi registrar, conservar e refletir sobre a experiência formativa dos profissionais, além de oferecer diretrizes, repertoriar e orientar as práticas socioeducativas desenvolvidas pela Instituição.

 

A Fundhas é uma Instituição sem fins lucrativos, mantida pela Prefeitura de São José dos Campos, que atende gratuitamente, crianças e adolescentes, de 6 a 18 anos, no contraturno escolar. São 18 unidades distribuídas nas regiões da cidade.











Fonte: Não Informou
 
[Voltar]   [Índice de Notícias]